Volume 22 - Novembro de 2017
Editor: Giovanni Torello


Fevereiro de 2005 - Vol.10 - Nº 2

Editorial

Prezados leitores,

A Psychiatry on line Brazil (Pol-br) festeja esse mês a criação de uma nova coluna.

Há tempo, as discussões da Lista Brasileira de Psiquiatria (LBP) mereciam um espaço organizado, onde as intervenções pudessem ganhar uma forma editorial mais estruturada.

Felizmente o colega Fernando Portela Câmara atendeu ao nosso pedido e se ofereceu pra cuidar dessa edição.

De hoje em diante a Pol-br ganha uma nova coluna coordenada pelo Portela e intitulada: Coluna da Lista Brasileira de Psiquiatria

Este espaço será destinado à publicação, numa forma condensada e editada, dos assuntos principais e mais interessantes, surgidos na LBP durante aquele período.

Comemorando a inauguração da coluna reproduzo abaixo as sinopses das discussões desse mês:

1- A Lista Brasileira de Psiquiatria e a Psiquiatria OnLine Brazil

Resumimos abaixo dois breves históricos sobre a LBP e a POL-BR, e como elas se inter-relacionam segundo informações de Giovanni Torello. O leitor interessado pode requerer sua inscrição e participar.

2- O Tarot Psicofágico de Marcos Klar

Nosso colega Marcos Klar, psiquiatra em Piracicaba, enviou para a LPB uma série de questionamentos que nos obrigam a repensar nossas profissões e a nossa prática cotidiana. Em uma mensagem (“Questões laicas - propriamente ditas”, em 10/02/2005) ele nos apresenta uma série de questões, com implicações filosóficas, religiosas, antropológicas, etc, sobre o sentido do que fazemos, de como fazemos e por que fazemos. Tomei a liberdade de chamar esta Meta-psiquiatria Klarneana de “tarot psicofágico” para associar-lhe uma simbólica atemporal, considerando que tais questões existem desde que Hipócrates abandou o sacerdócio de Asclépio para abrir sua clínica particular, e também porque me fez lembrar o movimento antropofágico de Oswald de Andrade, com sua proposta arrojada de re-elaboração da arte e da estética. Questões para serem refletidas, debatidas, pensadas ou - quiçá - respondidas.

3- O Psiquiatra e Profissionalização do Seu Trabalho (Cyro Masci, Manoel Berlinck)

Em uma troca de mensagens sobre a questão de como as condições de trabalho vêm suscitando uma achatamento considerável nas condições sociais do médico, e como as seguradoras de saúde vem proletarizando o profissional da medicina, a idéia da prática liberal da medicina veio a tona. A discussão foi muito interessante e com testemunhos enriquecedores. A certa altura, Cyro Masci enviou um texto de grande sabedoria e experiência. À este, acrescentamos duas observações de Manoel Berlinck, à guisa de complementos, que podem ser lidos independentemente. Em 07/02/05.

4- NÃO DÁ MAIS PARA ESQUECER: As histórias da História Contadas por Nossos Amigos da LBP (Irma Ponti)

O texto abaixo, de Irma Ponti, psicanalista em Recife/Denver, sintetiza uma discussão na LBP onde colegas deram seus depoimentos e testemunhos a uma pergunta feita na lista sobre como foram os anos da ditadura e como era viver sob esta. A leitura do artigo abaixo fala por todos e por si só.

Tendo me estendido demais na apresentação da nova coluna não vou, no editorial desse mês, detalhar todo o conteúdo da revista.

Mas podem procurar, está tudo lá: artigos e colunas.

Uma boa leitura a todos,

O Editor

Artigos do mês
Redes Neurais Artificiais - Noções Básicas - Márcia Gonçalves; Maurício Ruv Lemes; Arnaldo Dal Pino Junior
Depressão, Cultura e Temporalidade - Claudio Lyra Bastos 

Psicanálise em Debate
Coordenação: Dr. Sérgio Telles
O animal que somos - Resenha de “O Animal que logo sou” - Jacques Derrida - Ed. Unesp, São Paulo, 2002, 92p, tradução de Fábio Landa. - Sérgio Telles

História da Psiquiatria
Coordenação: Dr. Walmor J. Piccinini
Higiene Mental e a Imigração (III) - Dr. Walmor J. Piccinini

France-Brasil-Psy
Coordenação: Dr. Eliezer de Hollanda Cordeiro
SOMMAIRE (SUMÁRIO)1.QUI SOMMES- NOUS (Quem somos); 2. Qui doit traiter les troubles psychiatriques chez des patients neurologiques ? (Quem deve tratar os distúrbios psiquiátricos em pacientes neurológicos ?) : Docteur C.A. CRESPO; 3. Cannibalisme (Canibalismo): Docteur Sérgio TELLES; 4. Observações sobre a psiquiatria francesa (Quelques remarques sur la psychiatrie française):Docteur Eliezer de HOLLANDA CORDEIRO; 5. Actualités (Atualidades); 6. Réunions et colloques (Réunions e colóquios); 7. Formations (Formações); 8. Associations (Associações); 9. Revues (Revistas); 10. Séléction de sites (Seleção de sites)

Coluna da Lista Brasileira de Psiquiatria
Coordenação: Fernando Portela Câmara
A Lista Brasileira de Psiquiatria e a Psiquiatria OnLine Brazil; O Tarot Psicofágico de Marcos Klar; O Psiquiatra e Profissionalização do Seu Trabalho (Cyro Masci, Manoel Berlinck); Não dá mais para esquecer: As histórias da História Contadas por Nossos Amigos da LBP (Irma Ponti); Noticiário; Opinião


TOP