Autor: Sérgio Telles

  • POLÍTICA E MELANCOLIA

    Sérgio Telles Quando perdemos um ente querido, impõe-se um trabalho de luto. Nesse processo, é necessário reconhecer a depressão que a perda provoca e ir aos poucos transferindo para outras pessoas os sentimentos antes investidos naquele que se foi, ao mesmo tempo em que se guarda na memória suas lembranças, ficando assim sua imagem preservada do completo olvido. O trabalho …

  • Resenha de CLORO, de Alexandre Vidal Porto (*)

    Sérgio Telles CLORO, de Alexandre Vidal Porto, é um livro de poucas metáforas e “cloro” é a mais abrangente delas. Representa o arco da sexualidade de Constantino, que se inicia aos 8 anos com o confuso despertar de um interesse erótico pelo professor de natação, segue pelo odor de água sanitária, cloro e esperma na mancha deixada nos lençóis pelo …

  • CINEMA, PSICANÁLISE E MUNDO CONTEMPORÂNEO – Lisette Weissmann

    Resenha do livro de Sérgio Telles, O Psicanalista vai ao cinema, volume 3 – São Paulo, Zagodoni Editora, 2016, 137 p.   Lisette Weissmann[1]   No livro “O Psicanalista vai ao cinema, volume 3”, Sérgio Telles nos apresenta uma magnifica visão da contemporaneidade a partir do cinema, na qual dá testemunho de sua posição como psicanalista antenado com o mundo …

  • LOGOS DEMAIS, PÁTHOS DE MENOS (*)

    Sérgio Telles – Resenha do livro de Felipe Charbel, “Janelas Irreais – Um diário de releituras” – Editora Relicário – Rio de Janeiro, 2018   Felipe Charbel é doutor em História Social da Cultura pela PUC-Rio e professor do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nos últimos anos se dedica ao estudo da literatura contemporânea com …

  • RESENHA DO LIVRO “A BALADA DO CÁLAMO”, DE ATIQ RAHIMI

    Sérgio Telles   Atiq Rahimi, como ele mesmo diz “nascido na Índia, encarnado no Afganistão e reencarnado na França”, é cineasta, escritor e artista plástico, autor de vários livros já publicados no Brasil. “A balada do cálamo”, agora lançado, é um livro peculiar. São ralos os elementos autobiográficos – a vida no Afganistão, o pai juiz da Suprema Corte antes …

  • A PATERNIDADE SEGUNDO CRISTIANO RONALDO, UMA LEITURA PSICANALÍTICA

    Sérgio Telles   A saga de Cristiano Ronaldo, semelhante a de tantos outros astros dos esportes, é bem conhecida: uma família muito pobre, o pai de quem tinha vergonha e que morreu cedo como alcoólatra, a mãe simples que escreveu uma autobiografia indiscreta, na qual confessa ter planejado abortar o rebento que viria ser o fenômeno futebolístico que vive no …