Psyquiatry online Brazil
polbr
Volume 22 - Novembro de 2017
Editor: Walmor J. Piccinini - Fundador: Giovanni Torello

Abril de 2015 - Vol.20 - N 4

Psiquiatria na Prtica Mdica

RITALINA E SEU USO NO BRASIL

Luiza Sizue de Carvalho Ribeiro*
Prof. Dra. Mrcia Gonalves**


O metilfenidato, vendido comercialmente com o nome de Ritalina tem sido cada vez mais produzido e utilizado no Brasil.1 fato devido principalmente ao aumento dos diagnsticos de TDAH (transtorno de deficit de ateno e hiperatividade) nas crianas e adultos.

Essa medicao aumenta a liberao de dopamina, auxiliando no controle da hiperatividade, sendo eficiente e legal o seu uso para controle desta molstia, fato comprovado pelo estudo realizado no Instituto de Sade Mental dos EUA com 579 crianas separadas em trs grupos 1) s recebeu tratamento com medicamentos, 2) tratamento baseado em psicoterapia, 3) passou por tratamento comportamental-cognitivo com psiquiatras e recebeu medicamentos e o 4) recebeu tratamento somente com pediatra, sem medicao. Os grupos que apresentaram melhores resultados quanto ao aprendizado foram o 1 e o 3.

Entretanto, apesar dos benefcios cientificamente comprovados, as polmicas acerca do uso da Ritalina iniciam-se baseadas em seus efeitos colaterais, tais como, alteraes gastrointestinais, inapetncia, dependncia, psicose, alucinaes, convulses, sonolncia, agressividade e at suicdio. Pode provocar tambm nos pacientes que a usam um efeito de letargia e apatia, o que levou a fama de droga da obedincia.

Tais polmicas ganham fora principalmente devido ao uso indiscriminado da droga, o que ocorre devido os diagnsticos equivocados de TDAH. Nem toda criana agitada hiperativa. O que chama ateno para um possvel erro de diagnstico o aumento na venda do medicamento. Em oito anos (de 2000 at 2008), a comercializao anual de caixas de Ritalina passou de 71 mil para 1,147 milhes, sem contabilizar as demandas revendidas clandestinamente no Pas. O nmero coloca o Brasil como o segundo maior consumidor de metilfenidato do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. Entretanto, vlido lembrar que a Ritalina o nico medicamento para tratamento de TDAH comercializado no territrio brasileiro, o que contribui com o grande consumo no Pas.2

Na tentativa de combater a banalizao da prescrio desta medicao, hoje cada receita de metilfenidato notificada Vigilncia sanitria, devendo ser prescrita na receita A (cor amarela), a qual tambm usada para a prescrio de opiceos/opiides. O que provoca revolta no meio mdico, que contesta a verdadeira necessidade de tal controle, o que acaba por tornar o produto pouco disponvel nas farmcias, amedrontar os parentes dos pacientes e dificultar o trabalho dos profissionais.3

Apesar de toda polmica que envolve seu uso, o Metilfenidato demostrou ser cientificamente til no tratamento da TDAH, os possveis efeitos colaterais que podem surgir com o tratamento devem ser prontamente identificados e se possvel contornados, sendo necessrio portanto um acompanhamento ntimo e constante deste paciente. Vale tambm propor aos mdicos que revejam a necessidade de prescrever a Ritalina, reservando seu uso apenas para os casos em que os benefcios ultrapassam os riscos impostos pelo medicamento. E, enquanto a Ritalina for vista como uma medicao milagrosa que sossegue as crianas, a vigilncia Sanitria se faz de vil da situao, regulamentando a real necessidade do uso do medicamento.

 

 

Referncias.

 

1.    A Ritalina no Brasil: uma dcada de produo, divulgao e consumo. Rio de Janeiro 2009 Itaborahy Claudia

2.    A polmica da Ritalina contra a inquietao na vida escolar - Revista eletrnica minuto psicologia.

3.    metilfenidato: influencia da notificao da receita A (cor amarela) sobre a prtica de prescrio por mdicos brasileiros. Revista de psiquiatria. Carlini Et all.

 

 

 

         * Interna do departamento de medicina da UNITAU

         ** Prof. de psiquiatria - UNITAU

 


TOP