Psyquiatry online Brazil
polbr
Volume 22 - Novembro de 2017
Editor: Giovanni Torello

 

Dezembro de 2013 - Vol.18 - Nº 12

France - Brasil- Psy

Coordenação: Docteur Eliezer DE HOLLANDA CORDEIRO

Quem somos (qui sommes-nous?)                                  

France-Brasil-PSY é o novo espaço virtual de “psychiatry on  line”oferto aos  profissionais do setor da saúde mental de expressão  lusófona e portuguesa.Assim, os leitores poderão doravante nela encontrar traduções e artigos em francês e em português abrangendo a psiquiatria, a psicologia e a psicanálise. Sem esquecer as rubricas habituais : reuniões e colóquios, livros recentes, lista de revistas e de associações, seleção de sites.

Qui sommes- nous ?

France-Brasil-PSY est le nouvel espace virtuel de “psychiatry on line”offert aux professionnels du secteur de la santé mentale d’expression lusophone et française. Ainsi, les lecteurs pourront désormais y trouver des traductions et des articles en français et en portugais  concernant la psychiatrie, la psychologie et la psychanalyse. Sans oublier les rubriques habituelles : réunions et colloques, livres récentes, liste de revues et d’associations, sélection  de sites

SOMMAIRE (SUMÁRIO):

 

  • 1. VÁRIA
  • 2. LIVROS RECENTES
  • 3. RÉUNIÕES E COLÓQUIOS
  • 4. REVISTAS
  • 5. ASSOCIAÇÕES


  • 1) VÁRIA

    Doutor Eliezer de Hollanda Cordeiro

     

    Vejo no dicionário Houaiss: Vária, sinônimo de Tópico: “breve comentário de jornal, de modo geral sobre assunto da atualidade”.

    E encontro a idéia para a edição da Polbr deste mês de Dezembro de 2013.

    De fato, são tantos os assuntos que eu poderia tratar na coluna France-Brasil-Psy, que alimento há mais de dez anos, que pensei  propor aqui  um conjunto de temas concernando a psiquiatria e a psicanálise que   em revistas especializadas. Assim fazendo, espero  dar algumas  informações suscetiveis  de despertar o interesse dos leitores pelo que se passa num país avançado como a França,  nos domínios que nos interessam.

     

    **Leio no Bulletin d’information de l’Ordre national de médecins (Boletim de informação da Ordem nacional dos médicos) N° 31, Septembre-Octobre 2013, o dossiê : Des téléconsultations en psychiatrie (Teleconsultas em psiquiatria).

     

    Como o departamento da La Seine Maritime tem duas vezes menos psiquiatras que a média nacional, um dispositivo de teleconsultas de psiquiatria geriátrica foi criado. O Dr Sadeq Hoouzir, psiquiatra no Centro Hospitalar de Rouvray e responsável pela consulta televisia de psiquiatria geriátrica na Haute-Normandie, explica: ‘’ este novo método não substitue a visita do psiquiatra mas completa o acompanhamento”. O método permite abranger uma área  geográfica maior e compensar o desertificação médica do território. Na prática, todos os pacientes são vistos pelo médico, antes de começar as consultas. Eles decidem se querem vir sozinhos ou acompanhados por uma enfermeira. O médico diz ainda que, muito rápido, o paciente esquece a câmara e a tela, e o diálogo começa como se este dispositivo não existisse, sobretudo quando se instala uma relação de confiança médico-paciente. 

    Outra vantagem das teleconsultas: “ela evita inúmeros percursos geográficos aos médicos, mas também aos pacientes idosos e frequentemente frágeis” , precisa o Dr Sadeq Hoouzir. Antes de ajuntar:’’ este é um  progresso médico que não se pode mais ignorar”.

     

    **Ainda no Boletim de informação da Ordem nacional dos médicos, N° 31, Septembre-Octobre 2013, leio a Déclaration de Genève(Declaração de Genebra( Suissa):  ‘’Eu não permitirei que considerações de idade, de doença ou de enfermidade, de crença, de origem ética, de sexo, de nacionalidade, de afiliação política, de raça, de tendência sexual, de estatuto social ou de qualquer outro critério se interponham  entre meu dever e meu paciente”.

     

    ** No mesmo boletim, leio ainda:”Criada em 1989, a associação Autismo France ajuda, orienta e sustenta as famílias das pessoas autistas à procura de  interlocutores competentes e serviços adaptados a este handicap. Reconhecida de utilidade pública, a associação segue notadamente as recomendações de boas práticas da Haute Autorité de Santé(Alta Autoridade de Saúde) e a elaboração do plano Autismo 3, que insiste sobre a importância do diagnóstico precoce, a formação de profissionais e a criação de lugares em serviços educativos competentes. Ganhamos a batalha das idéias, estima Danièle Langloys, presidente de Autisme France, resumindo assim quase 25 anos de ações. Mas agora, queremos ações concretas. Há famílias demais que restam sem soluções para os seus problemas”, prosseguiu a presidente da associação.

    ** No jornal on line Huffington Post (do grupo Le Monde.fr),  este  artigo  de Jean-Marc Benhaiem, : L'hypnose ne permet pas de retrouver la mémoire de faits réels... Ele é médico hipnoterapeuta e trabalha nos hospitais Ambroise Paré e l'Hôtel Dieu (Paris).Ele escreveu “que a hipnose médica oferece a possibilidade de inventar, de criar e de imaginar. Seu poder terapêutico provem desta liberdade e desta maniabilidade muito útil para resolver problemas complexos”.

    **No Dictionnaire amoureux du Diable (Dicionário amoroso do Diabo), da autoria de  Alain Rey, Éditions  Plon, 2013, página736 : ‘’Nas relações asseveradas  entre os seres humanos e o diabo ou seus representantes, a hipótese de uma anomalia psíquica foi frequentemente formulada, mesmo nas épocas em que a crença nos demônios era muito forte.Foi especialmente o caso no século XVI quando Montaigne, em presença de bruxas, disse que seria preferivel tratá-las do que queimá-las vivas. Foi também o caso dos demonólogos, portanto crentes, que detectam mentiras, subterfúgios e delírios na evocação do espírito do Mal”.

    **No mesmo  Dictionnaire amoureux du Diable, página 737, leio as passagens :’’A leitura dos fenômenos de bruxaria, possessões e obsessões diabólicas pela medicina no fim da Idade Média e do Renascimento pode nos desconcertar, mas eles introduzem do natural e do racional, no sobrenatural; eles reduzem a parte do diabo.O material demoníaco observado pela medicina das doenças mentasi no século XIX, a começar por aquele descrito por Esquirol no seu   tratado das Doenças mentais (1838), era mais rico, por razões psicosociais, do que o material disponível atualmente. Os pacientes delirantes que acreditam na ação real do diabo  são menos numerosos, e o delírios chamados demonomaníacos  são menos sistemáticos’’.

     ** Na publicação on line de Doctissimo, leio o artigo Le sadisme et ses visages(Diversos aspectos do sadismo). Editado em 10/09/2013, tem por autora a jornalista Jessica Xavier. ‘’O sadismo corresponde ao  perfil psicológico  de uma pessoa que tira prazer fazendo sofrer ou olhando sofrer alguém. Ao contrário do que se pensa muitas vezes, o sadismo não é obrigatoriamente sexual. Moral, criminal, blasfematório… as  variantes são  numerosas(...) "O sadismo é uma tendência presente em todo o mundo.Todos temos uma tendência sádica primitiva  que toma diferentes  formas com o crescimento", diz  o  psicanalista Gérard Bonnet. Segundo este autor do livro   Que sais-je ? as   perversões  sexuais, todos  nós sofreríamos  "deste distúrbio da personalidade, que se torna uma doença verdadeira quando ele toma um caráter criminoso e repetitivo’’.


    2) LIVROS RECENTES

    ** Le masochisme

    ANDRÉ Serge 

    Gironde, Lormont, Le Bor de l’eau, collection ‘’La Muette’’

    2013 - 7 €

    **Le sadisme 

    ANDRÉ Serge 

    Gironde : Lormont, Le Bor de l’eau, coll. ‘’La Muette’’,  2013 -  7 €

    **Les enveloppes psychiques

    J.DORON, D. HOUZEL, E. MISSENARD

    Paris, Dunod, 2013-  24

    **Penser la psychanalyse : avec Bion, Lacan, Winnicott, Laplanche, Aulagnier, Anzieu, Rosolato

    GREEN, André

    Paris, les éditions d’Ithaqu, 2013- Br.  20 €

    **L’école de Palo Alto

    PICARD Dominique, MARC Edmond

    Paris, PUF, 2013-   9€

    **Joyce McDOUGALL

    Société Psychanalytique de Paris

    Colloque 2012

    Sous la direction de Bernard CHERVET  et Paul DENIS

    Paris,  Société Psychanalytique de Paris, 2013-  15€

    **Les théâtres de Joyce McDOUGALL : l’héritage d’une psychanalyste engagée

    Sous la direction de Sander KIRSCH, Jacques VAN WYNSBERGHE

    Toulouse, EPEL, 2012 -   23€

    **Évolution psychiatrique (L’). 78-1 Réhabilitation

    Issy-les-Moulineaux, Elsevier, 2013-   28 €

    **Tristesse business : le scandale du DSM5

    LANDMAN, Patrick

    Paris : Max Milo, 2013-   12€

    **L’anthropologue et le monde global

    AUGE Marc

    Paris :Armand Colin, , 2013-   21,90 €

    **La bioéthique, pour quoi faire ?

    Par les membres du Conseil consultatif national d’éthique ; coordonné par Ali  Bemmaklouf

    Paris : PUF, 2013 -  13 €

    **Le fétichisme 

    ANDRÉ Serge 

    Paris : Dunod, 2013 -   7 €

    **Autour de l’œuvre de Jean-Paul VALABREGA : permanence et métamorphose

    Sous la direction de Jean-Jacques BARREAU

    Paris, In press, 2013 -   22 €

    **Marx, Lacan: l’acte révolutionnaire et l’acte analytique

    Sous la direction de S.LIPPI, P. LANDMAN

    Toulouse : Erès, 2013-  29,50  €

    **L’avenir de la haine

    LE BRUN Jean-Pierre

    Paris : Fabert, 2013-  3,95  €

    **Mon corps et ses images

    NASIO Juan-David

    Paris : Payot, 2013-  9,15  €

    **Du temps pour soi : conquérir son temps intime

    SCHIMITT Laurent

    Paris : Odile Jacob, 2013-  8,90 €

    **Mal de femme : la perversion au féminin

    ABELHAUSER Alain

    Paris: Seuil, 2013-  24

    **Le générationnel : approche en thérapie familiale Psychanalytique

    A.EIGUER, A.CARIL, F. ANDRÉ-FUSTIER

    Paris : Dunod, 2013-  22 €

    **Psychopathologie et handicap de l’enfant et de l’adolescent : approches cliniques

    J-Y. BARREYRE, C. BURSZTEIN, A. CICCONE

    Toulouse : Erès, ,2013-   26,00  €


    3) REUNIÕES E COLÓQUIOS

    *OUTUBRO 2013

    Em Brest(Finistère), dias 11 e 12: o Agrupamento dos hospitaos  de dia psiquiátricos Bélgica-França-Suissa   organisa o XXXXI colóquio sobre o tema


    4) REVISTAS

    L’Evolution pychiatrique

    L’Information psychiatrique

    Impacte Medecine

    La Revue Française De Psychiatrie Et De Psychologie Médicale

    L’Encephale

    Psychiatrie Française

    L’Autre, Culture et Sociétés


    5)ASSOCIAÇÕES

    *Mission Nationale d’Appui En Sante Mentale

    *Association Française De Psychiatrie Et Psychologie Legales (Afpp)

    *Association Française De Therapie Comportementale Et Cognitive (Aftcc)

    *Association Francophone De Formation Et De Recherche En Therapie Comportementale Et Cognitive  (Afforthecc)

    *Association De Langue Française Pour L’etude Du Stress Et Du Traumatisme (Alfest)

    *Association Pour La Fondation Henri Ey

    * Association Française de Thérapie du Traumatisme des Violences Sexuelles et familiales et de Prévention (AFTVS) Site internete: www.psylegale.com

    *Association Aquitaine pour L'information Médicale et l'Epidémiologie en Aquitaine AAPIMEP

    *Association Française des Psychychiatres. d'Exercice Privé AFPEP

    *Association  pour la Promotion de l'Assur. Qualité en Santé Mentale ANCREPSY

    *Association  Scientifique des Psychiatres de Secteur ASPS *Association Francophone de Formation et de Recherche en Therapie Comportementale et Cognitive (A.F.FOR.THE.C.C.)


    TOP