Psyquiatry online Brazil
polbr
Volume 22 - Novembro de 2017
Editor: Giovanni Torello

 

Agosto de 2013 - Vol.18 - Nº 8

France - Brasil- Psy

Coordenação: Docteur Eliezer DE HOLLANDA CORDEIRO

Quem somos (qui sommes-nous?)                                  

France-Brasil-PSY é o novo espaço virtual de “psychiatry on  line”oferto aos  profissionais do setor da saúde mental de expressão  lusófona e portuguesa.Assim, os leitores poderão doravante nela encontrar traduções e artigos em francês e em português abrangendo a psiquiatria, a psicologia e a psicanálise. Sem esquecer as rubricas habituais : reuniões e colóquios, livros recentes, lista de revistas e de associações, seleção de sites.

Qui sommes- nous ?

France-Brasil-PSY est le nouvel espace virtuel de “psychiatry on line”offert aux professionnels du secteur de la santé mentale d’expression lusophone et française. Ainsi, les lecteurs pourront désormais y trouver des traductions et des articles en français et en portugais  concernant la psychiatrie, la psychologie et la psychanalyse. Sans oublier les rubriques habituelles : réunions et colloques, livres récentes, liste de revues et d’associations, sélection  de sites

SOMMAIRE (SUMÁRIO):

 

  • 1. O ETNOPSIQUIATRA TOBIE NATHAN
  • 2. LIVROS RECENTES
  • 3. RÉUNIÕES E COLÓQUIOS
  • 4. REVISTAS
  • 5. ASSOCIAÇÕES


  • 1) O ETNOPSIQUIATRA TOBIE NATHAN

    Doutor Eliezer de Hollanda Cordeiro

    REFERÊNCIAS

    1) Valérie LEHOUX:  ‘’Déraciné et des ailes’’, artigo publicado na revista Télérama,  (Agosto de 2013, N° 3317-3318)

    2) TOBIE NATHAN:  artigo editado na Wikipédia française (http://fr.wikipedia.org/wiki/Tobie_Nathan )

    Leio na revista Le Nouvel Observateur (Junho de 2013, N° 2535), um artigo da jornalista Valérie LEHOUX sobre o etnopsiquiatra Tobie NATHAN.

    Ela  quer entender o homem, o escritor, o etnopsiquiatra, seu percurso, sue energia, sua personalidade: ”será que foi porque Tobie NATHAN se construiu nas duas línguas( o francês que seus pais utilizavam e o árabe que ele falava com seus amigos nas ruas de Cairo? Será que foi porque ele cresceu em vários países (no Egito até os 9 anos de idade, na Itália pouco tempo, e enfim na França onde a sua família findou morando? ) Será que foi porque  sua comunidade originária, os judeus  egipcianos, quase desapareceu completamente da superfície terrestre? O fato é que Tobie NATHAN  adquiriu muito cedo uma empatia pelos desraizados, e uma faculdade a compreender seus sofrimentos. Disse tudo  ele forjou um destino- e duas profissões: etnopsiquiatra e romancista, como contou esta semana no RFI (Rádio França Internacional), numa entrevista muito rica e surpreendente.’’

     

    ‘’São universos que passam por cima de você,  você habita universos”, afirma com certeza Tobie NATHAN, como uma verdade constitutiva.’’Só podemos pensar contra. Nunca de maneira conforme”, diz ainda com sua voz firme e repousada. À  medida em que o diálogo avança, deixâmo-nos levar pela palavra instrutiva deste homem de ciência que não teme os desvios para o irracional.Seu último romance policial, Les Nuits de Patience, conta o périplo de uma Guineana exilada em Paris e Julie Harrisque passeia nas ruas  de noite para... comer gente. “Claro que eu acredito em bruxaria!”, responde com um tom vigoroso quando lhe colocam a questão. “Sobretudo na África, a feitiçaria auxilia  todos os poderes.Desde o merceeiro que tem tres empregados até o chefe do Estado, todos pedem a proteção do feiticeiro afim de conservar o poder. Isto faz parte da realidade.”

     

    Ele também gosta do espírito rebelde da Guiné, forjado nas brasas de uma independência obtida pela força de Paris, e não após negociações como fizeram outros paises  colonizados da África. Sem transição, ele comenta com paixão e didatismo um discurso de Sékou Touré datando de 1958. Um prazer radiofônico típico da RFI.

    Semelhante homem, que continua dominando vários idiomas sem jamais se saciar, pode nos levar a crer que tudo é simples... Achamos engraçado quando  ele pretende o contrário. “Levo muito mais tempo para escrever um romance do que um ensaio. Os romances, escrevo-os somente de noite.Preciso de uma silêncio absoluto para deixar viver os personagens e para que eles  me apropriem.” Uma outra obra de feiticeiro?

     

    Procuro saber mais sobre  sobre o autor  e sobre a etnopsiquiatria na Wikipédia francesa. E leio “Tobie Nathan é um dos principais representantes da etnopsiquiatria, disciplina fundada por Georges Devereux, antropólogo e psicanalista, Ele propõe uma nova visão da psicoterapia e do paciente, este sendo considerado no seu universo familiar e cultural.O aspecto mais visivel desta prática é a reabilitação  das  terapias tradicionais. Para enfrentar os problemas encontrados  pelas populações imigradas,  a etnopsiquiatria leva a sério as explicações ‘’tradicionais’’ do mal, da doença e do infortúnio  - imputados, na cultura desses pacientes, a causas invisiveis não  humanas  (como os djinns).

    A partir de sua prática clínica,  mas também de observações antropológicas das terapias tradicionais, Tobie Nathan generalisa suas observações e sua prática à totalidade do campo das psicoterapias.  Semelhante teoria permite  outorgar a mesma legitimidade  às práticas existentes nas  sociedades  industriais avançadas, que são  oriundas das  sociedades tradicionais’’ Wikipédia francesa”[http://fr.wikipedia.org/wiki/Tobie_Nathan].

    Sua obra  é objeto de debate na França. Sua maneira de considerar a etnopsiquiatria  provoca  discussões e  críticas de toda sorte.  As críticas se focalisam sobre a técnica psicoterapêutica, os pressupostos políticos de seu enfoque  e a maneira como ele  julga a psicanálise. Sua maneira de ver a psicoterapia é recusada por alguns psicanalistas que   consideram-na  como um retorno à sugestão  – o que Tobias Nathan contesta – e sobretudo, segundo eles, porque Tobie NATHAN  não leva em conta a transferência e sua dinâmica, colocada em evidência poro Sigmund Freud. Entretanto, o sentido da palavra ‘’transferência’’ e a função que lhe é atribuida  evoluiram, donde a dificuldade  a propor uma []explicação aceita  por todos  os terapeutas.

    A maneira como Tobie Nathan agarrou-se ao respeito  da diversidade  das culturas humanas pode também entrar em conflito com uma  tendência européia,  herdada das Luzes, que privilegia uma visão universal da condição humana, através  notadamente pela noção de direitos do homem. Ele também foi as vezes criticados  pelo seu  relativismo cultural, cuja deriva  seria uma sorte de determinação das pessoas às suas culturas originárias. O debate permanece vivo, na França,  num momento em que a integração dos imigrantes é uma questão ao mesmo tempo social e política.

    Ele  também escreveu textos importantes que se tornaram  referências em psicologia e em psicopatologia, como  L'influence qui guérit (1994) ou La Nouvelle Interprétation des rêves (2011).Seus  trabalhos  são frequentemente bem  acolhidos no estrangeiro  — na  Itália onde sua obra é  muito traduzida, no Québec, na Suissa e  na Bélgica onde  muitas estruturas clínicas apoaim-se na experiência francesa. Contudo, o artigo daWikipédia francesa sobre este autor pede referências mais precisas sobre o prestígio do pensamento deste   autor fora da França.

    No blogue do autor ( Le blog de Tobie Nathan) , podemos ler um artigo relatando o seu encontro com o cineasta francês, Arnaud DESPLECHIN.  O cineasta fez um filme a partir de uma história verídica: ‘’em 1947, Jimmy P., um Índio  Blackfoot voltou da guerra extremamente traumatizado.Seu caso foi um desafio para a psicanálise. Um terapeuta, Georges Devereux, vai reabilitá-lo, criando ao mesmo tempo uma nova disciplina, a etnopsiquiatria. Foi esta história que   cineasta contou  no seu último filme’’. Ele  encontrou nesta ocasião, Tobie NATHAN e ‘’os dois se interrogaram sobre o inconsciente.Ele é  cultural ou universal?’’

    2) LIVROS RECENTES

    ** Le masochisme

    ANDRÉ Serge 

    Gironde, Lormont, Le Bor de l’eau, collection ‘’La Muette’’

    2013 - 7 €

     

    **Le sadisme 

    ANDRÉ Serge 

    Gironde : Lormont, Le Bor de l’eau, coll. ‘’La Muette’’,  2013 -  7 €

     

    **Les enveloppes psychiques

    J.DORON, D. HOUZEL, E. MISSENARD

    Paris, Dunod, 2013-  24 €

     

    **Penser la psychanalyse : avec Bion, Lacan, Winnicott, Laplanche, Aulagnier, Anzieu, Rosolato

    GREEN, André

    Paris, les éditions d’Ithaqu, 2013- Br.  20 €

     

    **L’école de Palo Alto

    PICARD Dominique, MARC Edmond

    Paris, PUF, 2013-   9€

     

    **Joyce McDOUGALL

    Société Psychanalytique de Paris

    Colloque 2012

    Sous la direction de Bernard CHERVET  et Paul DENIS

    Paris,  Société Psychanalytique de Paris, 2013-  15€

     

    **Les théâtres de Joyce McDOUGALL : l’héritage d’une psychanalyste engagée

    Sous la direction de Sander KIRSCH, Jacques VAN WYNSBERGHE

    Toulouse, EPEL, 2012 -   23€

     

    **Évolution psychiatrique (L’). 78-1 Réhabilitation

    Issy-les-Moulineaux, Elsevier, 2013-   28 €

     

    **Tristesse business : le scandale du DSM5

    LANDMAN, Patrick

    Paris : Max Milo, 2013-   12€

     

    **L’anthropologue et le monde global

    AUGE Marc

    Paris :Armand Colin, , 2013-   21,90 €

     

    **La bioéthique, pour quoi faire ?

    Par les membres du Conseil consultatif national d’éthique ; coordonné par Ali  Bemmaklouf

    Paris : PUF, 2013 -  13 €

     

    **Le fétichisme 

    ANDRÉ Serge 

    Paris : Dunod, 2013 -   7 €

     

    **Autour de l’œuvre de Jean-Paul VALABREGA : permanence et métamorphose

    Sous la direction de Jean-Jacques BARREAU

    Paris, In press, 2013 -   22 €

     

    **Marx, Lacan: l’acte révolutionnaire et l’acte analytique

    Sous la direction de S.LIPPI, P. LANDMAN

    Toulouse : Erès, 2013-  29,50 

     

    **L’avenir de la haine

    LE BRUN Jean-Pierre

    Paris : Fabert, 2013-  3,95 

     

    **Mon corps et ses images

    NASIO Juan-David

    Paris : Payot, 2013-  9,15 

     

    **Du temps pour soi : conquérir son temps intime

    SCHIMITT Laurent

    Paris : Odile Jacob, 2013-  8,90 €

     

    **Mal de femme : la perversion au féminin

    ABELHAUSER Alain

    Paris: Seuil, 2013-  24 €

     

    **Le générationnel : approche en thérapie familiale Psychanalytique

    A.EIGUER, A.CARIL, F. ANDRÉ-FUSTIER

    Paris : Dunod, 2013-  22 €

    **Psychopathologie et handicap de l’enfant et de l’adolescent : approches cliniques

    J-Y. BARREYRE, C. BURSZTEIN, A. CICCONE

    Toulouse : Erès, ,2013-   26,00 

     

    3) REUNIÕES E COLÓQUIOS

     

    *SETEMBRO 2013

    Em Paris, dia 27, L’Association Française de Psychiatrie orgaisa um colóquio sobre o tema: « Burn out, traumatismes et souffrances psychiques au travail : nouvelles pathologies ou nouvelle jurisprudence ? »

    :Informações e  inscrições : Tél ;: 01 42 71 41 11

    - Mél : [email protected]çaise.com

    Site Internet : www.psychiatrie-française.com

     

    *OUTUBRO 2013

    Em Brest(Finistère), dias 11 e 12: o Agrupamento dos hospitaos  de dia psiquiátricos Bélgica-França-Suissa   organisa o XXXXI colóquio sobre o tema

     

     

    4) REVISTAS

    L’Evolution pychiatrique

    L’Information psychiatrique

    Impacte Medecine

    La Revue Française De Psychiatrie Et De Psychologie Médicale

    L’Encephale

    Psychiatrie Française

    L’Autre, Culture et Sociétés

     

    5)ASSOCIAÇÕES

    *Mission Nationale d’Appui En Sante Mentale

    *Association Française De Psychiatrie Et Psychologie Legales (Afpp)

    *Association Française De Therapie Comportementale Et Cognitive (Aftcc)

    *Association Francophone De Formation Et De Recherche En Therapie Comportementale Et Cognitive  (Afforthecc)

    *Association De Langue Française Pour L’etude Du Stress Et Du Traumatisme (Alfest)

    *Association Pour La Fondation Henri Ey

    * Association Française de Thérapie du Traumatisme des Violences Sexuelles et familiales et de Prévention (AFTVS) Site internete: www.psylegale.com

    *Association Aquitaine pour L'information Médicale et l'Epidémiologie en Aquitaine AAPIMEP

    *Association Française des Psychychiatres. d'Exercice Privé AFPEP

    *Association  pour la Promotion de l'Assur. Qualité en Santé Mentale ANCREPSY

    *Association  Scientifique des Psychiatres de Secteur ASPS *Association Francophone de Formation et de Recherche en Therapie Comportementale et Cognitive (A.F.FOR.THE.C.C.)


    TOP