Psyquiatry online Brazil
polbr
Volume 22 - Novembro de 2017
Editor: Giovanni Torello

 

Abril de 2013 - Vol.18 - Nº 4

France - Brasil- Psy

Coordenação: Docteur Eliezer DE HOLLANDA CORDEIRO

Quem somos (qui sommes-nous?)                                  

France-Brasil-PSY é o novo espaço virtual de “psychiatry on  line”oferto aos  profissionais do setor da saúde mental de expressão  lusófona e portuguesa.Assim, os leitores poderão doravante nela encontrar traduções e artigos em francês e em português abrangendo a psiquiatria, a psicologia e a psicanálise. Sem esquecer as rubricas habituais : reuniões e colóquios, livros recentes, lista de revistas e de associações, seleção de sites.

Qui sommes- nous ?

France-Brasil-PSY est le nouvel espace virtuel de “psychiatry on line”offert aux professionnels du secteur de la santé mentale d’expression lusophone et française. Ainsi, les lecteurs pourront désormais y trouver des traductions et des articles en français et en portugais  concernant la psychiatrie, la psychologie et la psychanalyse. Sans oublier les rubriques habituelles : réunions et colloques, livres récentes, liste de revues et d’associations, sélection  de sites

SOMMAIRE (SUMÁRIO):

 

  • 1. A MEDICINA DA PESSOA
  • 2. A SAÚDE: UMA PRIORIDADE?
  • 3. LIVROS RECENTES
  • 4. RÉUNIÕES E COLÓQUIOS
  • 5. REVISTAS
  • 6. ASSOCIAÇÕES


  • 1)A MEDICINA DA PESSOA

    Referência: Docteur  Simon-Daniel KIPMAN, La Lettre de Psychiatrie Française N° 214, Março de 2013

    ‘’Desde o início, psiquiatras franceses se interessaram pela medicina da pessoa: já existia o ‘’modelo francês’’  depois da guerra (a Segunda Guerra Mundial), associando preocupações sociais (serviço público de psiquiatria  e psiquiatra e o setor), preocupações biológicas (descoberta do efeito dos neurolépticos), preocupações psicoterápicas ( com a difusão das idéias e das práticas de inspiração psicanalítica). O modelo francês que  havia levado a uma  separação da neurologia, em 1968, graças a autoridade de Charles BRISSET, que foi um dos fundadores e o primeiro presidente do Syndicat des Psychiatres Français e da  Association Française de Psychiatrie (AFP). Charles BRISSET queria uma psiquiatria única, quaisquer que fossem sua opções e práticas profissionais. A diversidade na unidade era a sua divisa. A idéia era a de uma psiquiatria relativista e não de uma psiquiatria globalizante. Seria necessário lembramos aquele tempo  em que as reuniões da (AFP)  eram o único momento  em que  os psicanalistas de todas as tendências podiam dialogar, um dos únicos lugares abertos aos terapeutas  da familia, um lugar onde cientistas e filósofos vinham nos ajudar a pensar  em vez de repetirmos coisas conhecidas?

    Da psiquiatria para a medicina da pessoa, bastava  somente dar um passo. BRISSET não dizia que o psiquiatra é um generalista da psique (alma, espírito, mente)? Nós não  insistimos constantemente sobre o lugar que ocupamos no âmago da medicina, até mesmo antes de evocar uma concorrância com os psicólogos?

    De uma certa maneira, a psiquiatria da pessoa, a medicina da pessoa  existiram muito antes  do nascimento da psiquiatria como especialidade autônoma. Mas havia uma hesitação entre uma benevolência uma boa vontade próxima das boas obras, e uma atenção particular à pessoa em dificuldade. A psiquiatria ocupava-se dos loucos, a medicina dos doentes, os quais, sabemos muito bem, eram frequentemente confundidos com os pobres, os indigentes ou, como ocorre atualmente, com os dependentes.

    A dimensão coletiva não existia, ou aparecia alhures nas preocupações do domínio público, sem relação direta com um acompanhamento individualizado.

     A extraordinária degradação da medicina, da pesquisa e da formação conduziu :

    - a levar em conta os grupos como base de reflexão: para os psiquiatras, o papel do Syndicat des Psychiatres Français na elaboração dum pensamento psiquiátrico, em relação direta com as reflexões e as pesquisas do momento, me parece ter sido um estimulante eficaz;

    -a tentar compreender que os enfoques mais atuais são pluridimensionais, e que, organizado ou não, é sempre um grupo que é o se forma em torno do doente(parentes, ajudadores naturais, ajudadores profissionais como uma rede móvel, centralizada no doente e na sua pessoa, e sem limites claros porque sempre em movimento e circunstancial.”

    2) A SAÚDE: UMA PRIORIDADE?

    Referência: Dr. Jean-Yves COZIC

    Na França -diz o psiquiatra Jean-Yves COZIC, chefe da redação da Lettre de Psychiatrie Française- “fala-se muito de saúde mental em debates, colóquios e discursos. C‘est bien. 

    Mas não se fala muito de psiquiatria, o que é preocupante. Portanto, ainda é possivel de reconstruir, mas para tanto é preciso renunciar às disputas estéreis, por um lado, e contar com uma verdadeira vontade política, por outro lado.

    O ministro responsável des Affaires sociales e de la Santé (das Questões sociais e da Saúde) disse querer reorganizar o sistema da saúde em torno do paciente bem como  estruturar a formação médica. Muito bem. O mundo hospitalar desempenha  um papel importante  neste dispositivo. Mas não é possivel esquecer o exercício liberal e o campo médico-social que desempenham um papel importante no acompanhamento dos pacientes e das famílias.”Como outras organizações  representativas, o Syndicat des Psychiatres Français encontrou a missão de informação sobre   a saúde mental e o futuro da psiquiatria, instituida  na Assembléia Nacional. Nós expomos a situação da psiquiatria nos seus diferentes  domínios,  pedimos para que a missão não se limite à supressão de certos artigos e obtivemos o princípio de um novo encontro com o o encarregado da missão parlamentar.

    O restabelecimento da confiança com os atores do mundo hospitalar é uma boa coisa, mas devemos também refletir sobre a valorização do exercício liberal em psiquiatria, bem como sobre a diminuição do número de médicos no domínio médico-social.

     O domínio da saúde deve ser uma prioridade ‘’.

    3) LIVROS RECENTES

    *Idéologie et religion : une passion amoureuse-Mémoires, Histoire, Inconscient

    GLOPPE Dominique

    Paris, L’Harmattan, Collection Psychanalyse et civilisations

    2012 - 20 €

    *À la vie, à la mort : euthanasie : le grand malentendu

    BATAILLE Philippe

    Paris, Autrement, 2012- 12 

    *Sommes-nous libres

    ATLAN Henri, VERGELEY, Bertrand

    Paris, Salvator, 2012- 14 €

    *L’autre moi-même : les nouvelles cartes du cerveau,

    de la conscience et des émotions

    DAMASIO Antônio

    Paris, Odile Jacob, 2012 - 10,90 €

    *Correspondance : 1904-1938

    FREUD Sigmund, FREUD, Anna

    Paris, Fayard, 2012- 35€

    *Lettres à ses enfants

    FREUD Sigmund

    Paris, Aubier, 2012 – 27 €

    *Prisonniers du grand Autre : Jacques LACAN, Marc-François LACAN,

    Bernard SICHERE, Jean-Luc MARION, Jean-Christophe BAILLY,

    Pier-Paolo PASOLINI, Romeo CASTELLUCI

    Paris, EPEL, 2012-  23 €

    *Le discours mélancolique : de la phénoménologie à la métapsychologie

    Marie-Claude LAMBOTTE

    TOULOUSE, Erès, 2012, 22 €

    *Le packing avec les enfants autistes et psychotiques

    Pierre DELION

    TOULOUSE, Erès, 2012- 12 €

    *La clinique psychanalytique contemporaine

    André GREEN

    Paris, Les Éd. D’Ithaque, 2012- 22 €

    *Souffrance psychique des sans abris : vivre ou survivre

    Alain MERCUEL

    Paris, Odile Jacob, 2012 -  21,90 €

    *Médecins st sorciers

    NATHAN Tobie, STENGERS Isabelle

    Paris, Les empêcheurs de tourner en rond : La Découverte

    2012- 16 €

    *Le langage, l’inconscient, le réel

    Centre culturel international (Cerisy-la-Salle, Manche),

    Paris, Éd. du Champ lacanien, 2012 -  20 €

    *L’organo-dynamisme en psychiatrie : la modernité d’Henri Ey

    PALEM Robert

    Paris, L’Harmattan, 2012 -  218 €

    4) RÉUNIÕES E COLÓQUIOS

    ABRIL 2013

    *Em PARIS,  dia 4, às 20h30, o Séminaire Babylone organiza um seminário cujo tema é: Qu’est-ce que regarder un tableau? A partir de Freud, Lacan, Vélasquez, Vermeer, Duchamp, entre outros. Seminário dirigido por Alain VANIER.

    Informações e inscrições: Corinne DUGRÉ-LE BIGRE, 01-56 61 69 19

    Endereço eletrônico:   [email protected]   de noite, a partir de 20 h

    MAIO 2013

    *Em MARSELHA (data ainda não prevista),  a Association Française de Psychiatrie propõe um encontro interdisciplinar regional sobre o tema “O assédio moral e sexual no trabalho”.

    Informações e inscrições: Telefone 01 42 71 41 11

    endereço eletrônico : [email protected]çaise.com

    Site internete: www.psychiatrie-française.com

    JUNHO 2013

    *Em PARIS, dia 3: 20h 30, o Séminaire Babylone organiza um seminário sobre a arte, cujo tema é “Manet et Narcisse”, dirigido por Paul Denis.

    Informações e inscrições: Corinne DUGRÉ-LE BIGRE, 01-56 61 69 19

    Endereço eletrônico:   [email protected]   de noite, a partir de 20 h

    JULHO 2013

    *Em PARIS, dias 4 e 5: Psy et Crimino organiza um colóquio sobre o tems “Distúrbios da personalidade”.

    Informações e inscrições : Association Française de Thérapie du Traumatisme des Violences Sexuelles et familiales et de Prévention (AFTVS)

    Contactar Madame Valérie HERBST,  3 bis rue de l’Aigle, 92250, La Garenne6Colombes

    Telefone: 01 56 47 03 49

    Endereço eletrônico: [email protected]

    Site internete: www.psylegale.com

    5) REVISTAS

    L’Evolution pychiatrique

    L’Information psychiatrique

    Impacte Medecine

    La Revue Française De Psychiatrie Et De Psychologie Médicale

    L’Encephale

    Psychiatrie Française

    L’Autre, Culture et Sociétés

    6)ASSOCIAÇÕES

    *Mission Nationale d’Appui En Sante Mentale

    *Association Française De Psychiatrie Et Psychologie Legales (Afpp)

    *Association Française De Therapie Comportementale Et Cognitive (Aftcc)

    *Association Francophone De Formation Et De Recherche En Therapie Comportementale Et Cognitive  (Afforthecc)

    *Association De Langue Française Pour L’etude Du Stress Et Du Traumatisme (Alfest)

    *Association Pour La Fondation Henri Ey

    * Association Française de Thérapie du Traumatisme des Violences Sexuelles et familiales et de Prévention (AFTVS) Site internete: www.psylegale.com

    *Association Aquitaine pour L'information Médicale et l'Epidémiologie en Aquitaine AAPIMEP

    *Association Française des Psychychiatres. d'Exercice Privé AFPEP

    *Association  pour la Promotion de l'Assur. Qualité en Santé Mentale ANCREPSY

    *Association  Scientifique des Psychiatres de Secteur ASPS *Association Francophone de Formation et de Recherche en Therapie Comportementale et Cognitive (A.F.FOR.THE.C.C.)


    TOP