Volume 22 - Novembro de 2017
Editor: Giovanni Torello

 

Outubro de 2012 - Vol.17 - Nº 10

France - Brasil- Psy

Coordenação: Docteur Eliezer DE HOLLANDA CORDEIRO

Quem somos (qui sommes-nous?)                                  

France-Brasil-PSY é o novo espaço virtual de “psychiatry on  line”oferto aos  profissionais do setor da saúde mental de expressão  lusófona e portuguesa.Assim, os leitores poderão doravante nela encontrar traduções e artigos em francês e em português abrangendo a psiquiatria, a psicologia e a psicanálise. Sem esquecer as rubricas habituais : reuniões e colóquios, livros recentes, lista de revistas e de associações, seleção de sites.

Qui sommes- nous ?

France-Brasil-PSY est le nouvel espace virtuel de “psychiatry on line”offert aux professionnels du secteur de la santé mentale d’expression lusophone et française. Ainsi, les lecteurs pourront désormais y trouver des traductions et des articles en français et en portugais  concernant la psychiatrie, la psychologie et la psychanalyse. Sans oublier les rubriques habituelles : réunions et colloques, livres récentes, liste de revues et d’associations, sélection  de sites

SOMMAIRE (SUMÁRIO):

 

  • 1. PACIENTE, CIDADÃO E SER HUMANO
  • 2. LIVROS RECENTES
  • 3. REUNIÕES E COLÓQUIOS
  • 4. REVISTAS
  • 5. ASSOCIAÇÕES
  • 1)PACIENTE,  CIDADÃO E SER HUMANO

    Referência : Bulletin d’information de l’Ordre national des médecins, N° 25, Octobre 2012

    Doutor Pierre Davarat é responsável da unidade de medicina física e de readaptação do hospital Saint-André no CHU de Bodeaux. Ele faz também perícias  de grandes deficientes . As duas atividades dão-lhe a possibilidade de  acompanhamar os pacientes e seus projetos de vida, muito mais além dos limites do hospital’’.

    ‘’Especializei-me em neurologia mas, com o correr do tempo, dei-me conta que precisava ajudar os pacientes de maneira mais concreta.Os neurologistas fazem diagnósticos brilhantes,sem poder realmente  tratar as patologias.Então, eles ficam num impasse.Quando se trata de reabilitar um paciente,  trabalho com as capacidades que ainda lhe restam afim de ensinar-lhe a viver  e a se tornar autônomo. Mas aqui também, a ciência tem seus limites, os médicos não podem restituir as pernas a um paraplégico’’.

    ‘’Minha maneira de abordar o paciente mudou pouco a pouco, especialmente depois que  comecei a fazer perícias.Para mim, o paciente não é somente um doente, ele também é um homem, um cidadão com uma vida, um trabalho, uma casa. Ora, graças a perícia, eu posso cuidar das pessoas além dos muros do hospital. Esta maneira de trabalhar  permitiu que eu me abrisse para o mundo exterior. Naturalmente, as vezes  colaboro com companhias de seguros,mas também com arquitetos afim de tornar  as casas dos pacientes  mais cômodas.Por exemplo, modificar uma sala de banho para que um tetraplégico possa se lavar sozinho. A perícia me permite sair do âmbito da medicina e acompanhar as pessoas no delineamento de seus  novos projetos de vida”

    ‘’Esta maneira de perceber  o paciente também implica uma concepção multidisciplinar da medicina. Eu trabalho numa equipe  com um terapeuta ocupacional, com um especialista em cinesioterapia e também com um  especialista em osteopatia”.

    ‘’Além disso, creio que é preciso levar em conta a totalidade do doente, o que implica uma exploração científica  indispensável  e,  por outro lado, a necessidade  de escutar a pessoa e a sua história.O médico deve  levar em conta o sintoma, a afecção e a maneira como o paciente vive com ela. Um paraplégico pode viver quase normalmente se ele puder  contar com pessoas capazes de acompanhá-lo  e quando nós o ensinamos  a viver com a sua deficiência’’.

    ‘’Ao contrário, uma pessoa que sofre de distúrbios músculoesqueléticos e que não recebeu essas atenções vai ficar o tempo todo sem poder trabalhar.Se eu tivesse de resumir este maneira de  abordar a doença, eu diria que se trata  de humanismo científico. Partimos da ciência, da medicina para ajudar o paciente, mas levando em conta a sua história”. 

    Dados biográficos sobre o Doutor Pierre Davarat

    1975: estudos de medicina em Bordéus

    1981: começa seu internato na mesma cidade, onde se especializa em neurologia

    1987-1991:faz o internato de medicina física e reabilitação

    1989:foi a Armênia, após um terremoto, para criar uma unidade de cuidados para deficientes

    1990:foi a Romênia, após a queda de Ceausescu, afim de criar uma unidade de cuidados num  hospital de Bucarest

    1992: Tornou-se prático hospitalar no CHU de Bordeaux. Paralelamente,  começou a se interessar pela  perícia e agir mais diretamente sobre o futuro e o projeto de vida dos pacientes.

    2) LIVROS RECENTES

    *Regard, parole, espace

    MALDINEY Henry

    Paris: Cerf, 2012-32

    *Nouveau manuel de cotation des formes du Rorschach

    AZOULAY Catherine, EMMANUELLI  Michèle

    Paris:Dunod-48€

    *Rêver, fantasmer,virtualiser: du virtuel, psychique au virtuel numérique

    TISSERON Serge

    Paris:Dunod , 2012-22€

    *Topique 117, Psychanalyse et criminologie

    Le Bouscat(Gironde) : L’Esprit du temps, 2012-21€

    *L’enfant schizophrène : l’enfance du schizophrène

    BAILLY Daniel

    Issy-les-Moulineaux(Hauts-de-Seine)

    Elsevier-Masson-38€

    *Patronymies : considérations cliniques sur les psychoses

    CZERMARK Marcel

    Toulouse :Erès poche,2012-19,50€

    *Psychopathologie du travail

    DEJOURS Christophe, GERNET Isabelle

    Issy-les-Moulineaux(Hauts-de-Seine)

    Elsevier-Masson-26€

    *Psychiatrie en milieu carcéral

    THOMAS Pierre

    Issy-les-Moulineaux(Hauts-de-Seine)

    Elsevier-Masson-38€

    *Mon analyse avec le professeur Freud

    G. ANNA

    Paris:Flammarion,2012-10 €

    *L’expertise psychiatrique: face à a dangerosité et à la récidive des criminels

    ARCHAMBAULT Jean-Claude

    Paris : O. Jacob,2012-25,90€

    *L’institution en négation: rapport sur un hôpital psychiatrique

    BASAGLIA Franco

    Paris :Ed. Arkhê,2012-10,50€

    *De l’angoisse à la méthode dans les sciences du comportement

    DEVEREUX George

    Paris :Flammarion,2012-12€

    3)REUNIÕES E COLÓQUIOS

    Novembro 2012 ( dias 8 e 9):

    *Em Nîmes(Gard)

    L’Association Scientifique de Psychiatrie Institutionnelle organise les Troisièmes assises du médico-social sur le thème  « Institutions et créativité ».

    Informações e inscrições

    Association Scientifique de Psychiatrie Institutionnelle,  240, boulevard Voltaire, 75011 Paris

    Téléphone : 01 43 71 62 60

    Mél. [email protected]

    Novembro 2012

    *Paris( nos dia 16).  L’Association Française  de Psychiatrie organiza um  colóquio sobre o tema:

    ‘’La psychiatrie à l’âge d’or de l’islam’’. Informações e inscrições: Telefone; 01 42 71 45 11

    Internete: [email protected]çaise.com , site internete: www.psychiatrie-française.com

    Novembro 2012(dia 24)

    *Em Marseille : L’Association Française de Psychiatrie  propose une rencontre inter-disciplinaire  régionale sur le thème « Les violences faites aux femmes »

    Informações e inscrições

    Tééphone; 01 42 71 41 11

    Mél. : [email protected]çaise.com

    Site Internet : www.psychiatrie-française.com

    4) REVISTAS

    L’EVOLUTION PYCHIATRIQUE

    L’INFORMATION PSYCHIATRIQUE

    IMPACTE MEDECINE

    LA REVUE FRANÇAISE DE PSYCHIATRIE ET DE PSYCHOLOGIE MÉDICALE 

    L’ENCEPHALE

    PSYCHIATRIE FRANÇAISE

    L’AUTRE, CULTURE ET SOCIÉTÉS

    5)ASSOCIAÇÕES

    MISSION NATIONALE D’APPUI EN SANTE MENTALE

    *ASSOCIATION FRANÇAISE DE PSYCHIATRIE ET PSYCHOLOGIE LEGALES (AFPP)

    *ASSOCIATION FRANÇAISE DE MUSICOTHERAPIE (AFM)

    ASSOCIATION ART ET THERAPIE

    *ASSOCIATION FRANÇAISE DE THERAPIE COMPORTEMENTALE ET COGNITIVE (AFTCC)

    *ASSOCIATION FRANCOPHONE DE FORMATION ET DE RECHERCHE EN THERAPIE COMPORTEMENTALE ET COGNITIVE (AFFORTHECC)

    *ASSOCIATION DE LANGUE FRANÇAISE POUR L’ETUDE DU STRESS ET DU TRAUMA (ALFEST)

    *ASSOCIATION DE FORMATION ET DE RECHERCHE DES CELLULES D’URGENCE MEDICO  PSYCHOLOGIQUE (AFORCUMP)

    *ASSOCIATION POUR LA FONDATION HENRI EY

     

     



    TOP